O Velho e o Novo - CPC UMES NOVO LACRADO

Comprando este produto você ganha 0,80 pontos de fidelidade
R$ 39,90
ou 3x de R$ 13,30 sem juros
Esse produto encontra-se indisponível.Deixe seu contato que avisaremos quando chegar.
Sinopse
Produzindo individualmente, com técnicas arcaicas, os camponeses pobres
que compunham na época a ampla maioria da população da URSS mal conseguiam sobreviver e eram impiedosamente explorados pelos kulaks (camponeses ricos). Cansada de comer o pão que o diabo amassou, a camponesa Marfa Lapkina decide reforçar o movimento pela coletivização da agricultura organizando um kolkoz (cooperativa) com seus vizinhos.
De início a adesão é pequena, mas em meio a uma intensa luta ideológica, entre as velhas e as novas concepções, as vantagens da produção coletiva vão se afirmando. Ponto alto do cinema silencioso, ?O Velho e o Novo? explora ao máximo os recursos da montagem dialética.

Direção e Argumento Original:
Serguey Eisenstein (1898-1948), Grigori Aleksandrov  (1903-83) 
Serguey Mihailovitch Eisenstein nasceu em Riga, Letônia. Estudou arquitetura
e engenharia no Instituto de Engenharia Civil de Petrogrado. Em 1918 alistou-se como voluntário no Exército Vermelho. Em 1920 ingressou no Proletkult, atuando como cenógrafo e figurinista. Em 1923, publicou na revista LEF o artigo "A Montagem das Atrações", dando início a uma vasta produção teórica sobre a linguagem cinematográfica. Estreou no cinema realizando o clássico ?A Greve? (1924). Tornou-se mundialmente conhecido com ?O Encouraçado Potemkin (1925). Em seguida dirigiu ?Outubro? (1927), ?O Velho e o Novo? (1929), ?Que Viva México!? (1931, inacabado), ?O Prado de Bejin? (1935, inacabado), ?Alexandre Nevsky? (1938), ?Ivan o Terrível? (1944, 1945). Realizou também importante trabalho como professor do Instituto Estatal de Cinematografia (VGIK). Boa parte de sua obra teórica se encontra reunida nos livros ?A Forma do Filme? (1929), ?O Sentido do Filme? (1942) e ?Memórias Imorais? (autobiografia, 1946).
Grigori Vasilyevich Aleksandrov nasceu em Yekaterinburg, distrito federal dos Urais. Em 1921 iniciou no Teatro Proletkult uma fecunda parceria com Eisenstein, que se estendeu ao cinema. Coescreveu o roteiro de ?A Greve? (1924), codirigiu ?Encouraçado Potemkin? (1925), ?Outubro? (1927) e ?O Velho e o Novo? (1929). Em 1930 acompanhou Eisenstein em sua viagem aos EUA. Após a deportação, participou das filmagens de ?Que Viva México!?, e em 1979 concluiu uma edição das imagens colhidas nesse trabalho, a partir dos storyboards originais de Eisenstein. Retornou à URSS em 1933 e de uma conversação mantida com Stalin e Gorki surgiu o projeto de realizar comédi;as musicais estreladas por Lyubov Orlova, cantora muito popular que mais tarde se tornaria sua esposa.
As produções desse ciclo são ?Amigos Extraordinários? (1934), ?Circus? (1936), ?Volga-Volga? (1938) e ?Primavera? (1947). De 1951 a 1957 Aleksandrov lecionou direção no Instituto Estatal de Cinematografia (VGIK). Entre os filmes que dirigiu destacam-se também ?Encontro no Elba? (1949), ?Glinka? (1952), ?Grande Luto? (1953), ?Souvenir Russo? (1960), ?Lenin na Polônia? (1961), ?Lenin na Suiça? (1965) e ?Skovorets e Lira? (1974).

Serguey Eisenstein e Grigori Aleksandrov (1929), com Marfa Lapkina,
Konstantin Vasilyev, Vassily Buzenkov, M.Ivanin, Ivan Yudin, URSS, 90 min.  P&B

AUDIO  RUSSO
LEGENDA PORTUGUES
Opinião dos consumidores
  •   00% | 0
  •   00% | 0
  •   00% | 0
  •   00% | 0
  •   00% | 0
Avaliação geral: 0 de 5 estrelas

Este produto ainda não tem avaliações.
Ver todos os comentários sobre esse produto
Tecnologia
iSET - Plataforma de E-commerce para criar loja virtual
Plataforma de E-commerce para criar loja virtual